terça-feira, fevereiro 13, 2007

Fique de olho


Os editais dos três concursos que o Banco do Brasil irá realizar, abrangendo todo o país, inclusive o Rio de Janeiro, já estão em fase de elaboração, segundo adiantou o gerente executivo da Diretoria de Gestão de Pessoas do banco, Marco Antonio Resende.

"No primeiro semestre a gente já estará saindo com uma primeira seleção para Mato Grosso e Tocantins, estados que são a primeira necessidade. Os outros processos podem até acontecer no primeiro semestre, mas a programação é para que todos sejam realizados até o fim do ano. Mas pretendemos começar logo", explicou.

Objetivo será a formação de cadastro, com aproveitamento do pessoal durante o período de validade do concurso, que geralmente chega a quatro anos, com a prorrogação do prazo. Marco Antonio Resende explica que a empresa não trabalha com um número definido de vagas, pois elas são preenchidas de acordo com as necessidades que surgem. Para se ter uma idéia, no último concurso realizado em 2003, já foram aproveitados 20.668 aprovados.

O executivo confirma que o cargo oferecido será o de escriturário, porta de entrada a todos os profissionais que chegam ao Banco do Brasil. "É o primeiro cargo efetivo da empresa, que tem uma carga inicial de seis horas diárias", adianta. A remuneração inicial chega a R$1.600, somando o salário inicial de R$856,50, a gratificação de 25% sobre o salário e mais os R$530 de auxílio-alimentação.

Organizadora - Ao mesmo tempo em que já elabora os editais, o banco já começa a escolher a organizadora que irá cuidar dos processos seletivos. Ainda que a diretoria da empresa não tenha decidido que instituição ficará à frente da seleção, Marco Antonio arrisca um palpite. "A gente ainda está na fase de definir a organizadora, mas deve ser a Cespe/UnB, de Brasília. A gente acha que a Cespe tem uma condição maior e mais experiência, já que será uma coisa para o país todo", justifica. Ao assinalar que o processo de organização dos concursos já começou, Marco Antonio Resende disse que "pretende fazer a primeira seleção logo nos próximos meses", garante.

Regionalização - Assim como aconteceu nas últimas seleções do banco, o processo será regionalizado. O primeiro concurso será destinado aos estados de Mato Grosso e Tocantins, onde a empresa tem maior carência de pessoal. Uma segunda seleção reunirá candidatos dos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Roraima, Rondônia, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernamubuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Goiás. Em seguida, será a vez de Rio de Janeiro, interior de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário: