quinta-feira, julho 05, 2007

Recuperando BIOS mal atualizadas

Este artigo é para atender a todos que tiveram problemas logo após terem atualizado a BIOS, mas que não queriam, ou tinham dificuldade, de seguir um guia que geralmente era em inglês.
Mas atenção, a solução apresentada aqui não funciona quando a BIOS estiver queimada.
Como todos devem saber, a BIOS (Basic Input/Output System) é o coração do computador pois é ela quem controla todos os sistemas e operações assim como todos os seus subsistemas.
Hoje em dia, os fabricantes, principalmente os de placas-mãe, disponibilizam updates de BIOS freqüentemente para corrigir bugs, aumentar a performance e a estabilidade ou por questões de compatibilidade com periféricos.
Apesar dessa freqüência e dos riscos que a atualização pode acarretar, os sites apenas nos dão informações de como atualizar a BIOS, mas não de como recuperar de uma operação mal sucedida.

A atualização :
Basicamente o processo que o programa que atualiza BIOS segue é o seguinte:

* carrega o modo protegido do DOS4G;
* identifica a BIOS;
* identifica o chipset da placa-mãe;
* verifica o CHEKSUM da BIOS (para ver se não está corrompida);
* apaga a área do SYSTEM BLOCK;
* regrava a área do SYSTEM BLOCK com a nova BIOS;

Se por acaso ocorrer algum problema (que pode ser por várias razões como falta de energia ou um erro qualquer durante o processo) até o 4o. passo, será mostrada uma mensagem de erro e o processo pára, mas se ocorrer logo após o 5o. passo, o computador não irá dar o reboot e ficará inoperante. Nesse caso não nos resta nada a fazer a não ser tentar comprar uma nova BIOS.
Correto? Não!
Atenção: muitos programas de atualização tem a opção de reescrever o BOOT BLOCK. Caso aconteça alguma pane quando estiver gravando nessa área, fica praticamente impossível recuperar a BIOS.

As novas BIOS:
Hoje em dia, as novas BIOS, seja ela da Award ou da AMI, são chamadas de BOOT BLOCK BIOS e diferem das antigas por serem divididas em duas partes:

* BOOT BLOCK: contém informações necessárias para inicializar somente os dispositivos críticos como o processador, a memória, o teclado, a placa gráfica padrão ISA e o drive de disquete. É uma área protegida contra gravação e não pode ser reescrita pelo programa de atualização da BIOS (ou programa de flash);
* SYSTEM BLOCK: contém informações necessárias para inicializar todos os outros dispositivos como placas gráficas PCI ou AGP, dispositivos de entrada, de armazenamento, de comunicação, controle de periféricos, o POST (Power On Self Test) e outras funções. É essa área que é atualizada pelo programa com a nova BIOS.

Se esse for o tipo de BIOS usada em seu computador, fica fácil recuperá-la.

As alternativas:
Existem hoje dois fabricantes de BIOS mais usadas que são a Award (Award Software) e AMI (American Megatrends International) e os métodos usados na recuperação podem ser diferentes para cada uma delas.

* Com slot e placa de vídeo ISA:
Caso você disponha de um slot e uma placa de vídeo padrão ISA, basta conectá-la à placa-mãe e fazer um disco de boot (que pode ser feito através do Painel de Controle do W9x ou dando um download em www.bootdisk.com) sem autoexec.bat e config.sys e com todos os arquivos necessários: o programa de atualização e a nova BIOS. O procedimento nesse caso é o mesmo que seria adotado normalmente: após remover qualquer outro periférico (com exceção da placa de vídeo ISA, do drive e teclado), dar boot no computador com o disco preparado e seguir os passos do programa de flash.

* Sem slot ou placa de vídeo ISA:
Caso não tenha ou o slot ISA ou a placa de vídeo, basta fazer o mesmo disco de boot mas com uma alteração: teremos que editar o autoexec.bat para que o programa de flash seja carregado automaticamente na inicialização da máquina. Para isso, precisamos saber quais comandos que o programa de flash deverá usar (você pode saber os comandos digitando /? após o nome: flash /?).
No caso das BIOS Award o comando ficaria assim:
a:\flash novabios.bin /py
Lembre-se que deverá mudar os nomes do programa e o da BIOS para os que você vai usar.
Muitas vezes, o programa de atualização não tem opção de linha de comandos, aí a única saída é treinar o seu uso em outra máquina e fazer a atualização "no escuro".

* BIOS da AMI:
Caso você tenha a sorte de ter uma das novas versões da BIOS da AMI, o processo de recuperação é ainda mais fácil pois ela tem uma rotina no BOOT BLOCK que é carregada no caso de falha ou corrupção no SYSTEM BLOCK.
Quando a BIOS detecta qualquer anomalia com o SYSTEM BLOCK, a rotina entra em ação procurando no disco de boot um arquivo de BIOS chamado AMIBOOT.ROM, caso exista esse arquivo, ele é carregado para o SYSTEM BLOCK, recompondo assim as informações danificadas.
Ou seja, basta copiar um arquivo de BIOS para um disquete qualquer (não precisa ter nenhum outro arquivo nele e nem ser de boot) e renomeá-lo para AMIBOOT.ROM, dar boot no computador com esse disco no drive (mantenha as teclas Ctrl e Home pressionadas para forçar a atualização), esperar alguns minutos e se tudo der certo, você ouvirá 4 beeps indicando que tudo ocorreu bem. Então, basta retirar o disco do drive e dar novo boot na máquina.

Método Kamikase alternativo:
Caso você tenha uma versão antiga de Bios ou que ela não forneça esses meios de recuperação, existe ainda um outro método que poderíamos chamar de Kamikase (porque pode queimar a BIOS, o computador ou ambos).
Mas atenção, faça por sua conta e risco.
Você vai precisar de um outro computador que tenha a mesma placa-mãe.
Retire levemente o chip da BIOS (com o computador desligado é claro, e sem retirá-lo totalmente) com alguma ferramenta não condutiva.
Na BIOS, altere a opção de BIOS SHADOW para Enable (isso fará com que todo o conteúdo da BIOS seja carregado para a memória principal), salve as alterações e dê um novo boot normalmente.
Quando o sistema operacional acabar de ser carregado (dê preferência para DOS puro, pode ser o disco de boot criado pelas instruções acima), tire cuidadosamente o chip da BIOS, tomando cuidado para não tocar em nada na placa-mãe, e o substitua pela BIOS danificada (preste atenção na posição do chip), agora basta seguir às instruções normais de atualização da BIOS e cruzar os dedos.
Se tudo der certo, quando ligar novamente o computador, ele irá funcionar novamente.

Créditos a: OCBrasil

Nenhum comentário: