quarta-feira, outubro 17, 2007

Maus Hábitos Alimentares

  • Mau hábito alimentar: Você adora um “salgadinho” o tempo todo


  • Conseqüências: Você pode acabar comendo em excesso. Não há problemas de um ou dois snacks saldáveis entre as refeições. Eles podem manter os níveis de glicose estáveis e saudáveis e também permitir que você coma mais frutas e vegetais. “Quando você come bobagens no lugar de uma refeição é quando está mais propenso a perder a medida”, de acordo com a nutricionista Tara Gidus. É claro que o que você come também é importante. Snacks típicos (salgadinhos industrializados, biscoitos, etc.) não são muito nutritivos ou satisfatórios, portanto é fácil se exceder.

    Solução: Para manter sua energia no alto e a fome no mínimo, coma dois snacks de 100 a 300 calorias por dia. “Ao invés de um biscoito ou barra de chocolates, opte por algo que se assemelhe mais com comida de verdade, metade de um pequeno sanduíche, bolachas integrais com queijo, um punhado de nozes, uma cenoura (ou algumas cenourinhas pequenas) com homus, yogurte com cereal”, diz Tara.




  • Mau hábito alimentar: Você come muito rápido


  • Conseqüências: Engolir a comida às pressas pode levar a problemas estomacais. “Você ingere ar em excesso, o que pode levar ao inchaço”, disse a nutricionista Leslie Bonci. Você também pode mastigar mal. A saliva é o início da quebra das moléculas dos alimentos e muito pouco tempo dela na boca dá mais trabalho ao resto do trato digestivo. Isso pode contribuir à indigestão, disse a nutricionista Ellie Krieger.

    Finalmente, comer demasiadamente rápido não dá tempo ao cérebro para alcançar o estômago. Este precisa de, ao menos, 20 minutos para receber a mensagem de que o estômago está cheio. Um estudo recente descobriu que uma mulher que coma uma refeição em 30 minutos come 10% menos calorias comparada com aquelas que a devoram em apenas 10. Isso pode fazer uma grande diferença no ganho de peso ao longo de um ano.

    Solução: Tende diminuir o ritmo. Evite comer com as mãos e escolha itens que você deve colocar em um prato e comer com utensílios. Depois de levar a comida à boca, descanse os talheres enquanto mastiga ao invés de sair espetando mais uma porção. Beba pequenos goles de água durante as refeições.




  • Mau hábito alimentar: Você come quando não está com bom astral


  • Conseqüências: Pode ser coisa de momento, mas comer durante seus medos e frustrações, ao invés de confrontá-los, pode levar a um ciclo de piores ânimos e também ao ganho freqüente de peso. Muitas pessoas voltam-se para os carboidratos em particular, o que produz triptofano, um tipo de aminoácido que é utilizado pelo cérebro para fabricar serotonina. Quando o cérebro gera mais serotonina o seu humor melhora, mas apenas temporariamente, disse a Ph.D. Judith Wurtman, co-autora do livro "The Serotonin Power Diet" (A Força da Dieta da Serotonina, em tradução livre).

    Solução: Pare de se incomodar relembrando-se frequentemente daquilo que te incomoda. Então tente um “melhorador” de humor não-alimentício como uma caminhada, um filme ou ligar para um amigo. Se nada além dos carboidratos resolvem, apele para a serotonina, mas sem se exceder, diz a nutricionista Tara Gidus. Opte por biscoitos integrais para que, ao menos, você comerá mais fibras do que açúcar.




  • Mau hábito alimentar: Você se cuida durante a semana e estraga tudo no fim de semana


  • Conseqüências: Quando você quer perder peso, manter uma dieta ou simplesmente comer de maneira mais saudável é possível estragar cinco dias de boa alimentação com apenas um fim de semana. Um estudo realizado em 2004 revelou que as pessoas que são consistentes em seus hábitos alimentares apenas durante os dias de semana, tinham 50% mais chances de estar bem acima do peso normal durante um ano do que aqueles que estão vigilantes todos os dias, mesmo que não sejam perfeitas.

    Solução: A socialização ao redor da comida é muito mais comum nos fins de semana. Portanto é interessante criar estratégias. “Fazer uma mini-refeição antes de sair para ter maior autocontrole e oferecer-se para ser o motorista designado para limitar a ingestão de álcool. (Provavelmente o álcool possui mais calorias do que você pensa.) E não seja tão severo consigo entre a segunda e a sexta-feira, para não sentir que o fim de semana é o único momento para sua indulgência.

    Retirado do Tecnocientista

    Nenhum comentário: