domingo, abril 20, 2008

Piores empregos do mundo


1. JUIZ DE PEIDO:

Trabalho:
avaliar 100 amostras de gases intestinais provenientes de 16 voluntários.

Procedimento: As flatulências (peidos) são coletados em tubos de ensaios, injetados em recipientes herméticos e cuidadosamente cheirados.

Resultado: Após cheirar 100 peidos o gastroenterologista americano Michael Levitt descobriu que o componente mais mal cheiroso dos puns é o sulfureto de hidrogênio, resultado de muito ovo, repolho e feijão.

2. EXPERT EM DISENTERIA:

Trabalho: analisar bostas e cagalhões infectados pelo micróbio da disenteria.

Procedimento: microscópios e um belo par de narinas.

Resultado: após centenas de amostras, os cientistas Tracy Wilkins e David Lyerly abriram uma fabrica de kits de coleta de fezes; hoje empregam 40 pessoas!

3. JANTAR DE MOSQUITO:

Trabalho: estudar os hábitos e preferências alimentares do mosquito da malaria

Procedimentos: sentar-se dentro de um mosquiteiro gigante no meio da selva para atrair insetos sedentos de sangue. E claro, servir de refeição a eles.

Resultado: 3000 mordidas, numa média de 17 por minuto, coleta de até 500 espécimes em 3 horas e grande risco de contrair malaria.

4. OPERADOR DE FÍSTULA:

Trabalho: alimentar o gado por um buraco (a fistula) no rúmen, espécie de pré-estômago dos ruminantes.

Procedimento: é só destampar e enfiar a mão para botar a comida lá dentro ou “sentir” a movimentação.

Resultado: estudo do funcionamento dos órgãos digestivos dos bovinos.

5. MASTURBADOR DE ANIMAIS:

Trabalho: recolher o esperma de animais, principalmente porcos.

Procedimento: estimular manualmente o órgão sexual do animal até provocar a ejaculação.

Resultado: Obtenção de amostra para estudo de inseminação artificial.

6. COZINHEIRA DE CARCAÇA:

Trabalho: preparar espécimes para exposição em museu de história natural.

Procedimento: “limpar” carcaças em decomposição (podre). A atividade inclui fervura de partes do animal e taxidermia (rechear a pele para para reproduzir o volume dos órgãos internos).

Resultado: efeitos colaterais diversos. A arqueóloga Sandra Olsen pegou uma infecção no pulmão ao ferver uma pata de hiena.

7. COBAIA ISOLADA:

Trabalho: reproduzir as condições de uma viagem espacial de longa duração em uma câmara de isolamento.

Procedimento: ficar até 91 dias dentro da câmara de isolamento junto com colegas.

Resultado: teste casca-grossa para os equipamentos de naves espaciais e, principalmente, para os limites humanos; os recentes incidentes incluem uma briga sangrenta e uma tentativa de estupro.

8. ZELADOR INTERPLANETÁRIO:

Trabalho: evitar contaminação biológica da terra por objetos vindos de outros planetas – e de outros planetas por objetos daqui.

Procedimento: entre outras coisas, manter pedras de marte em quarentena e ferver todos os instrumentos que deixarão o planeta em temperaturas de até 111º C.

Resultado: impede-se que a humanidade seja aniquilada por espécimes alienígenas.

Nenhum comentário: